Política

Vereadora cobra diálogo com moradores para reforma do Rio Vermelho

A vereadora Aladilce Souza (PCdoB) criticou, em contato com a Rádio Metrópole, a suposta falta de diálogo da prefeitura de Salvador com os moradores do bairro Rio Vermelho para a reforma executada no bairro. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução

Por Juliana Almirante no dia 15 de Julho de 2015 ⋅ 11:14

A vereadora Aladilce Souza (PCdoB) criticou, em contato com a Rádio Metrópole, a suposta falta de diálogo da prefeitura de Salvador com os moradores do bairro Rio Vermelho para a reforma executada no bairro. “No início, há dois anos, eu acompanhei, junto com várias entidades, coordenadas pela Amarv (Associação dos Moradores e Amigos do Rio Vermelho), discussões sobre a concepção do projeto. Várias sugestões foram apresentadas e a Fundação Mário Leal Ferreira esteve no bairro e o então secretário de Cultura Guilherme Bellintani também, por ser um bairro cultural, quando ele era secretário. No final da concepção até a finalização do projeto a comunidade não conhece”, alegou a vereadora.

Aladilce diz que já solicitou à presidente da fundação, Tânia Scofield, e ao secretário Paulo Fontana, através de ofício, a reabertura e um debate sobre o projeto. “A prefeitura não pode, de maneira nenhuma, tocar uma obra dessa sem estar em comum acordo com moradores e encontrar soluções, para não acontecer o que houve na Barra. No início teve reuniões, agora a finalização do projeto nao foi publicizado”, critica.

Em resposta à declaração da vereadora, o ex-secretário de Turismo negou que a prefeitura não tenha incluído as sugestões da comunidade no projeto. “Posso dizer que de oito encontros que fizemos discutindo o projeto e modificando segundo as opiniões, houve um movimento muito produtivo, saiu um resultado muito importante. Houve coloboração significativa da comunidade do Rio Vermelho. Posso dizer que o projeto foi exposto publicamente por um longo período”, rebateu, em conversa com a Rádio Metrópole.

Também consultado pelo Metro1, o secretário de Urbanismo defendeu que o processo de discussão do projeto do Rio Vermelho foi bem conduzido pela Fundação. “Esse diálogo tem sito permanente. Tânia me falou que na quarta-feira (hoje) terá nova rodada de conversas, para o projeto ir se ajustando e a obra ocorrer de modo a contemplar o interesse da cidade e dos moradores”, informou.

O projeto tem gerado críticas de moradores que já planejam um protesto para pedir a imediata interrupção da obra. A manifestação ocorrerá a partir das 9h de sábado (18), na Rua Fonte do Boi. A movimentação é organizada por meio do Facebook, no evento “Ato Público pela abertura do projeto e interrupção temporária das obras do Rio Vermelho”.

Comentarios

Notícias relacionadas

[PDT deve oferecer ao PSB vaga de vice de Ciro Gomes]
Política

PDT deve oferecer ao PSB vaga de vice de Ciro Gomes

Por Alexandre Galvão no dia 20 de Julho de 2018 ⋅ 18:20 em Política

Depois de ver o acordo com o centrão minguar, alguns dirigentes do PDT ainda estavam otimistas sobre a chance de atrair o partido de Paulinho da Força