Política

"Brasil se tornou mais capaz de enfrentar crises", afirma Dilma Rousseff

Durante a cerimônia de inauguração da ponte Anita Garibaldi, em Laguna, no litoral de Santa Catarina, nesta quarta-feira (15), a presidente Dilma Rousseff fez um discurso otimista, segundo publicação do site Uol. Ela garantiu que nos últimos anos o Brasil se tornou mais capaz de enfrentar crises e que o país vai sair do colapso econômico. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Roberto Stuckert Filho/PR

Por Bárbara Gomes no dia 15 de Julho de 2015 ⋅ 14:09

Durante a cerimônia de inauguração da ponte Anita Garibaldi, em Laguna, no litoral de Santa Catarina, nesta quarta-feira (15), a presidente Dilma Rousseff fez um discurso otimista, segundo publicação do site Uol. Ela garantiu que nos últimos anos o Brasil se tornou mais capaz de enfrentar crises e que o país vai sair do colapso econômico.

As palavras da presidente foram ditas um dia depois de reunião com o ex-presidente, Luis Inácio Lula da Silva. Na última terça-feira (14), eles discutiram sobre como reerguer a política e a econômia no país. "Estamos passando por dificuldades econômicas. Tem gente que, diante da dificuldade, desiste, abaixa os braços, recua. Nós não somos esse tipo de gente. Nós enfrentamos a dificuldade. É preciso humildade para reconhecer que se passa dificuldade, mas também é preciso coragem e dignidade para superar essas dificuldades", disse Dilma Rousseff, na inauguração.

Notícias relacionadas

[Em Salvador, Ciro condena 'extremismos' e prega união do país ]
PolíticaELEIÇÕES 2018

Em Salvador, Ciro condena 'extremismos' e prega união do país

Por Rodrigo Daniel Silva no dia 23 de Setembro de 2018 ⋅ 10:00 em Política

Presidenciável ressaltou que, embora seja visto como um político de "esquerda", ele defende a união entre "o Brasil que produz com o Brasil que trabalha".

[STJ torna Luiz Caetano inelegível pela Lei da Ficha Limpa]
Política

STJ torna Luiz Caetano inelegível pela Lei da Ficha Limpa

Por Matheus Simoni no dia 21 de Setembro de 2018 ⋅ 14:40 em Política

Condenação se deu por causa de irregularidades na contratação da Fundação Humanidade Amiga (Fhunami), feita no período em que petista foi prefeito em Camaçari