Política

ACM Neto deve decidir destino do Aeroclube até final deste mês, diz Carreira

De volta ao comando da Casa Civil Municipal, Luiz Carreira - que havia deixado o cargo para tentar ser vice na chapa de reeleição do prefeito de Salvador, ACM Neto, que acabou ficando com Bruno Reis - afirmou que Neto deve decidir o futuro do Aeroclube de Salvador até o final deste mês. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Matheus Morais no dia 24 de Outubro de 2016 ⋅ 08:50

De volta ao comando da Casa Civil Municipal, Luiz Carreira - que havia deixado o cargo para tentar ser vice na chapa de reeleição do prefeito de Salvador, ACM Neto, que acabou ficando com Bruno Reis - afirmou que Neto deve decidir o futuro do Aeroclube de Salvador até o final deste mês. “Esse é um grande desafio que temos hoje na administração. Todas as medidas foram tomadas para que se pudesse ter um novo empreendimento ali [...]. Em 2014 veio a crise econômica mais forte, o que fez com que potenciais investidores, que estavam com o projeto, não conseguissem viabilizar o investimento [no empreendimento]. Muitos estabelecimentos comerciais fecharam por causa da crise. Eles vinham discutindo isso conosco, buscando alternativas. Mas chegou um momento que nós temos que tomar uma decisão. Até o final desse mês, o prefeito deve dar um posicionamento. Se a gente continua com o contrato atual ou se a gente rescinde”, disse ele, em entrevista ao jornal Tribuna da Bahia. 

Questionado se a responsabilidade pelo trecho Amaralina- Pituba da Orla de Salvador é da Prefeitura ou do Governo do Estado, Carreira foi direto: "O prefeito inclusive manifestou durante a campanha que se o governo do Estado não for fazer o trecho de Amaralina, nós vamos ter que fazer. A prefeitura já está se mobilizando para isso. Havia o compromisso do governo do Estado de fazer esse trecho, mas até hoje nada foi feito. Eles estão fazendo um pequeno trecho no Jardim de Alah", provocou. 

Na oportunidade, o secretário falou ainda que haverá uma redução do IPTU e ISS para empresas que se instalarem em Salvador para gerar novos empregos. "Vamos reduzir IPTU e ISS para empresas que se instalarem aqui gerando novos empregos, e também na compra de terrenos para construção de fábricas. Daremos também isenção de ITIV. Esses incentivos são para quem se instalar nas áreas que foram priorizadas. Vamos priorizar, sobretudo, aquele eixo da BR-324, Águas Claras e Valéria, criando ali um eixo de integração. Ali tem uma integração do transporte, inclusive com a nova rodoviária, que o governo do Estado vem anunciando e eu espero que aconteça de fato. Assim vamos conseguir criar um novo polo de geração de emprego e renda", ressaltou. 

Notícias relacionadas