Política

Defesa argumenta decisão do Supremo para pedir liberação de Cunha

Preso há cinco dias, ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), entrou com pedido de liberação nessa segunda-feira (24). Feito através dos seus advogados de defesa, o pedido foi apresentado ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Wilson Dias/Agência Brasil

Por Bárbara Silveira no dia 24 de Outubro de 2016 ⋅ 10:11

Preso há cinco dias, ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), entrou com pedido de liberação nessa segunda-feira (24). Feito através dos seus advogados de defesa, o pedido foi apresentado ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre. 

Segundo a defesa, o Supremo Tribunal Federal (STF) descartou a prisão, que já havia sido solicitada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao analisar um pedido de afastamento do deputado cassado, em maio deste ano. Detido em Curitiba desde a última quarta-feira (19), Cunha é acusado de receber propina em um contrato de exploração de petróleo no Benin, na África. 

 

Notícias relacionadas