Política

Neto diz que PEC preocupa, mas defende rigidez: "Fundamental algo disciplinador"

Na lista de prefeitos mais bem votados do país, ACM Neto (DEM), reeleito com 74% dos votos válidos em Salvador, ganhou destaque nesta semana em entrevista à Revista Veja. Questionado sobre a PEC 241, que estabelece um limite para gastos públicos, o democrata afirmou que o radicalismo da proposta é "fundamental" em meio a crise. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Gabriel Nascimento no dia 24 de Outubro de 2016 ⋅ 11:47

Na lista de prefeitos mais bem votados do país, ACM Neto (DEM), reeleito com 74% dos votos válidos em Salvador, ganhou destaque nesta semana em entrevista à Revista Veja. Questionado sobre a PEC 241, que estabelece um limite para gastos públicos, o democrata afirmou que o radicalismo da proposta é "fundamental" em meio a crise. "Não sei se o Brasil precisará ficar 20 anos sob a égide dessa emenda, só que para agora, era fundamental que a PEC fosse dura, como foi", disse.

O democrata não negou que a medida preocupa. "Nós [prefeituras do país] ainda dependemos das transferências federais, sobretudo, nas áreas de saúde e educação. No entanto, era fundamental impor algo rigoroso, disciplinador e que fosse um recado contundente para os setores econômicos do país", ressaltou.

 

Notícias relacionadas