Política

Em dia de votação, deputado defende PEC 241: “Fala em perdas quem não conhece”

A Câmara dos Deputados inicia nesta terça-feira (25) o segundo turno de votação da PEC 241, que estipula um limite de gastos para o governo pelos próximos 20 anos. A questão vem dividindo opiniões no âmbito politico e social [ Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/OGlobo

Por Bárbara Silveira e Matheus Morais no dia 25 de Outubro de 2016 ⋅ 08:14

A Câmara dos Deputados inicia nesta terça-feira (25) o segundo turno de votação da PEC 241, que estipula um limite de gastos para o governo pelos próximos 20 anos. A questão vem dividindo opiniões no âmbito politico e social.  Enquanto a oposição reclama dos prejuízos que podem ser causados a educação e saúde, por exemplo, com o congelamento do investimento, o governo cita a necessidade de reestabelecer a economia.

Favorável a aprovação da medida, o deputado Miguel Haddad (PSDB- SP) argumentou, em entrevista à Rádio Metrópole nessa terça-feira (25),  que a PEC 241 pode contribuir para a resolução da crise econômica do país. “Temos duas medidas:  uma delas é o aumento de impostos, a medida óbvia é não gastar mais que se arrecada. O melhor projeto social que pode se ter no Brasil e no mundo é emprego. Distribuição de renda se faz com salário, precisamos gerar emprego, melhorar a renda das famílias, o inverso penaliza a população porque ela fica dependente. O FUNDEB é que eu financia a educação básica não está limitada pelo teto, e na saúde teremos uma aumento no ano que vem, então, deveremos aumentar o piso da área de saúde. Não há como falar em perda, quem fala em perdas é quem não conhece o país. Hoje, essa PEC, infelizmente é necessária”, disse. 

O deputado mineiro Marcus Pestana (PSDB-MG), também acredita que o resultado deve seguir como na primeira votação. “PEC passa com folga no Congresso. O placar será mais dilatado do que da primeira vez. A  emenda constitucional é votada em dois turnos, nós aprovamos no primeiro turno e aprovaremos no segundo”, disse.

Notícias relacionadas

[Temer assina decreto de extradição de Cesare Battisti]
Política

Temer assina decreto de extradição de Cesare Battisti

Por Matheus Simoni no dia 14 de Dezembro de 2018 ⋅ 16:54 em Política

Condenado por quatro homicídios na Itália na década de 1970, Battisti estava no Brasil e encontra-se foragido da justiça, segundo a Polícia Federal

[Bolsonaro quer anunciar revisão de acordo do Mercosul]
Política

Bolsonaro quer anunciar revisão de acordo do Mercosul

Por Matheus Simoni no dia 14 de Dezembro de 2018 ⋅ 13:20 em Política

O evento na Suíça servirá para Bolsonaro fazer uma defesa enfática da aprovação de uma reforma previdenciária, ressaltando que será a sua primeira medida estruturante