Política

Senador diz que "Justiça extrapola" e apoia Renan: "Defende o Legislativo"

O senador Humberto Costa (PT) foi entrevistado por Mário Kertész, na Rádio Metrópole, na manhã desta quinta-feira (27), e saiu em defesa do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) e disse estar "preocupado" com a situação. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Agência Brasil

Por Gabriel Nascimento no dia 27 de Outubro de 2016 ⋅ 09:31

O senador Humberto Costa (PT) foi entrevistado por Mário Kertész, na Rádio Metrópole, na manhã desta quinta-feira (27), saiu em defesa do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) e disse estar "preocupado" com a situação. No centro de uma discussão com a Justiça, o peemedebista pode ter a permanência no cargo ameaçada com o julgamento de uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF). A confusão começou depois que Renan criticou a prisão de agentes da Polícia Legislativa.

"Já passamos por uma forte crise institucional que foi o impeachment da presidenta Dilma, que representou também uma aliança do Legislativo com o Judiciário e uma série de outros setores para garantir que o impedimento se consolidasse. Tanto é que, até hoje o Supremo se recusa a julgar o mérito, se houve ou não o crime de responsabilidade. No máximo se posiciona sobre o rito, nunca sobre o mérito. Na minha opinião, demonstra omissão do STF", afirmou.

Com discurso parecido com o do presidente da Casa, o petista declarou que "a Justiça tem extrapolado o limite que trata do papel de cada um dos poderes". "Não pode um juiz de primeira instância — por mais que respeitemos todo o Poder Judiciário que venha tomar uma decisão grave como essa, resgatando bens e propriedades do Senado, questionando o direito do Senado de exercer nas suas instalações proteção ao Poder Legislativo", acrescentou.

De acordo com Humberto, Renan tem se colocado de maneira "adequada". "Como tal, entendo que essa crise é negativa, mas a posição que o presidente Renan tem assumido me parece adequada, porque ele está fazendo a defesa do Poder Legislativo", finalizou.

Leia também:

Presidente do STF rebate Renan: 'Onde um juiz for destratado, eu também sou'

Notícias relacionadas