Política

PEC 241 pode ter “influência indireta” no orçamento de Salvador; entenda

A PEC 241, que estipula o limite de gastos para o governo pelos próximos 20 anos, foi aprovada na Câmara dos Deputados e seguiu para o Senado. O prefeito ACM Neto analisou, em entrevista à Rádio Metrópole nessa terça-feira (1) de que forma a medida pode afetar o orçamento de Salvador [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Bárbara Silveira e Matheus Morais no dia 01 de Novembro de 2016 ⋅ 08:27

A PEC 241, que estipula o limite de gastos para o governo pelos próximos 20 anos, foi aprovada na Câmara dos Deputados e seguiu para o Senado. O prefeito ACM Neto analisou, em entrevista à Rádio Metrópole nessa terça-feira (1) de que forma a medida pode afetar o orçamento de Salvador. 

“Pode ter uma influencia indireta, porque precisamos de transferências. Existem transferências voluntarias, para isso, precisa ter recursos na educação e saúde, não pode ter um engessamento na área social, mas para esse momento a aprovação da PEC do gasto era importante para o Brasil. Quando eu assumi, investimos 22%, hoje investimos 28%, na saúde investimos 15%, hoje investimos 20%. O Brasil está pagando essa conta, com desemprego, recessão e perda de poder aquisitivo. A aprovação dessa PEC era fundamental para equilibrar. Pode haver uma flexibilização”, disse, se mostrando favorável a medida do governo Temer. 

 

Notícias relacionadas