Política

Câmara: Neto diz que vai lutar por candidatura única da base à presidência

Uma reportagem do jornal A Tarde, publicada nesta quarta-feira (2), mostra os bastidores na disputa pela presidência da Câmara de Vereadores de Salvador. Segundo a publicação, o prefeito ACM Neto (DEM) afirmou que vai trabalhar "pessoalmente " por uma candidatura única entre seus aliados na Casa. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Matheus Morais no dia 02 de Novembro de 2016 ⋅ 11:33

Uma reportagem do jornal A Tarde, publicada nesta quarta-feira (2), mostra os bastidores na disputa pela presidência da Câmara de Vereadores de Salvador. Segundo a publicação, o prefeito ACM Neto (DEM) afirmou que vai trabalhar "pessoalmente " por uma candidatura única entre seus aliados na Casa. Para neto, apesar de não ter veto ou preferência por nenhum dos nomes colocados e respeitar a independência do Legislativo, ele vai trabalhar para ter um nome da base, mas admitiu que pode haver bate-chapa, o que não seria “um fim de mundo”. Contudo, alertou os envolvidos na disputa de que é preciso ter “maturidade” para sair do processo com a base unida. A eleição acontece no dia 2 de janeiro de 2017.

Os vereadores Léo Prates (DEM), Joceval Rodrigues (PPS), Tiago Correia (PSDB), Isnard Araújo (PHS) e Geraldo Júnior (SD), são integrantes do Movimento Câmara Democrática, que disputam contra o atual presidente da Casa, Paulo Câmara (PSDB). Eles acordaram que, até o dia 12/12, o que tiver agregado mais força será o candidato, apoiado pelos demais. Já Paulo Câmara,  ainda não se colocou oficialmente, mas deve lutar pela reeleição.

Nos corredores da Câmara se comenta que Léo Prates já teria lhe apoiando 11 vereadores. O Movimento, junto, somaria 23 votos: 19 da base e 4 da oposição. Ao A Tarde, Prates nega que a base esteja rachada. “Acredito que é normal, que nos processos democráticos pode haver disputa”, afirmou. 

Ainda segundo a publicação, o atual líder do governo na Câmara, Joceval Rodrigues, teria interesse no comando da Secretaria de Promoção Social. 

Notícias relacionadas

[MBL cogita criar o próprio partido]
Política

MBL cogita criar o próprio partido

Por Juliana Rodrigues no dia 21 de Novembro de 2018 ⋅ 08:20 em Política

Grupo criado em 2014 como "apartidário" elegeu dois deputados em 2018