Política

Gilmar Mendes rebate declaração de Moro sobre foro privilegiado

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, rebateu as declarações do juiz Sérgio Moro, responsável pelos julgamentos da Operação Lava Jato em primeira instância. Em entrevista ao jornal Estado de S. Paulo, divulgada no último final de semana, o magistrado sugeriu reduzir o foro privilegiado para apenas os presidentes dos três Poderes. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 07 de Novembro de 2016 ⋅ 15:40

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, rebateu as declarações do juiz Sérgio Moro, responsável pelos julgamentos da Operação Lava Jato em primeira instância. Em entrevista ao jornal Estado de S. Paulo, divulgada no último final de semana, o magistrado sugeriu reduzir o foro privilegiado para apenas os presidentes dos três Poderes. "Para todo problema complexo, uma solução simples é geralmente errada", afirmou Mendes.

O ministro do STF classificou como uma "bobagem" o discurso de que a primeira instância é boa e o Supremo é ruim. Ele lembrou que no julgamento do mensalão o caso andou mais rapidamente na Corte do que no juízo de primeiro grau. Na entrevista publicada na edição de domingo, Moro declarou que o Supremo tem cumprido papel muito importante na Lava Jato, mas avaliou haver "alguns problemas estruturais". Ele citou que a Corte tem um número limitado de juízes e uma estrutura mais limitada para apreciar casos criminais, considerando que a melhor solução é retirar esse "privilégio" de um "bom número de autoridades hoje contempladas".

Notícias relacionadas

[Moro deve trocar comando da Polícia Federal]
Política

Moro deve trocar comando da Polícia Federal

Por Marina Hortélio no dia 17 de Novembro de 2018 ⋅ 08:30 em Política

De acordo com a Folha, o atual superintendente da PF do Paraná, o delegado Maurício Valeixo, é um dos principais cotados para assumir o posto de diretor-geral da PF ou in...