Política

PMDB considera que rompimento de Cunha com o governo é "descontrole"

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), comunicou na última sexta-feira (17) o rompimento com o governo da presidente Dilma Rousseff (PT). Dentro da cúpula do partido do parlamentar, tal ação foi considerada um "descontrole". [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/Estadão Conteúdo

Por Matheus Simoni no dia 18 de Julho de 2015 ⋅ 12:31

 

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), comunicou na última sexta-feira (17) o rompimento com o governo da presidente Dilma Rousseff (PT). Dentro da cúpula do partido do parlamentar, tal ação foi considerada um "descontrole". Em nota, o vice-presidente Michel Temer, que também é presidente do PMDB e articulador político do governo, afirmou que a iniciativa de Cunha "é a expressão de uma posição pessoal, que se respeita pela tradição democrática do PMDB". Entretanto, na própria nota, Temer ressalta que "toda e qualquer decisão partidária só pode ser tomada após consulta às instâncias decisórias do partido".

Notícias relacionadas