Política

Celso de Mello cogita enviar caso Moreira Franco ao plenário do STF

Um dia após tomar a decisão que manteve Moreira Franco (PMDB) no cargo de ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, com direito a foro privilegiado, o ministro do Supremo Tribunal Federal Celso de Mello afirmou que, em caso de recurso, vai levar a discussão para o plenário da Corte. O recurso tem de partir dos autores dos mandados de segurança contra a nomeação do peemedebista. O PSOL já garantiu que vai recorrer. [Leia mais...]

[Celso de Mello cogita enviar caso Moreira Franco ao plenário do STF]
Foto : Agência Brasil

Por Yasmin Garrido no dia 15 de Fevereiro de 2017 ⋅ 17:14

Um dia após tomar a decisão que manteve Moreira Franco (PMDB) no cargo de ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, com direito a foro privilegiado, o ministro do Supremo Tribunal Federal Celso de Mello afirmou que, em caso de recurso, vai levar a discussão para o plenário da Corte. O recurso tem de partir dos autores dos mandados de segurança contra a nomeação do peemedebista. O PSOL já garantiu que vai recorrer.

"Se tiver recurso, vai para o plenário", disse o ministro. Ainda de acordo com ele, sem recurso, "não há necessidade de submeter ao referendo do plenário, tratando-se de liminar concedida ou denegada em mandado de segurança". Na última terça-feira (14), Celso de Mello indeferiu os pedidos dos partidos quanto à cassação da nomeação de Moreira Franco, alegando que se tratava manobra para livrá-lo das denúncias no âmbito da Lava Jato.

Notícias relacionadas