Política

Após aprovação do Reda, Prates diz que agradou sua 'consciência'

Após uma tensa votação para decidir o Projeto Complementar 02/2016, que trata da regulamentação da contratação de servidores da prefeitura pelo Regime Especial de Direito Administrativo (Reda), o presidente da Câmara de Vereadores de Salvador, Leo Prates, afirmou que apesar de sair desagradando a oposição e o governo, saiu agradando sua "consciência". [Leia mais...]

[Após aprovação do Reda, Prates diz que agradou sua 'consciência']
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Luiza Leão no dia 15 de Fevereiro de 2017 ⋅ 20:07

Após uma tensa votação para decidir o Projeto Complementar 02/2016, que trata da regulamentação da contratação de servidores da prefeitura pelo Regime Especial de Direito Administrativo (Reda), o presidente da Câmara de Vereadores de Salvador, Leo Prates, afirmou que apesar de sair desagradando a oposição e o governo, saiu agradando sua "consciência".

"Temos que arbitrar a relação entre oposição e governo. Nessa relação há críticas também pelo excesso de questões de ordem que eu dei para a oposição. Assim eu saio desagradando a oposição e o governo, mas saio agradando a minha consciência", disse Prates ao Metro1, nesta quarta-feira (15). 

Notícias relacionadas