Política

Após Nilo, Manassés vê fim da reeleição como principal mudança na AL-BA

O deputado Manassés (PSL) conversou com Zé Eduardo nesta sexta-feira (3) sobre as principais mudanças na Assembleia Legislativa da Bahia após a saída de Marcelo Nilo da presidência. Depois dos 10 anos de mandato de Nilo, Manassés destacou a volta da alternância de poder como o principal ganho da nova gestão, comandada por Angelo Coronel [Leia mais...]

[Após Nilo, Manassés vê fim da reeleição como principal mudança na AL-BA]
Foto : Metropress

Por Bárbara Silveira no dia 03 de Março de 2017 ⋅ 08:35

O deputado Manassés (PSL) conversou com Zé Eduardo nesta sexta-feira (3) sobre as principais mudanças na Assembleia Legislativa da Bahia após a saída de Marcelo Nilo da presidência. Depois dos 10 anos de mandato de Nilo, Manassés destacou a volta da alternância de poder como o principal ganho da nova gestão, comandada por Angelo Coronel. “Vai ser aprovada agora a lei para não ter mais a reeleição na Casa. Não podemos na Assembleia Legislativa ter esse poder eterno, não cabe mais. Está todo mundo hoje colocando todo mundo no mesmo saco, que político é ladrão, corrupto, e não pode ser assim”, desabafou.

Líder de um projeto de reabilitação para dependentes químicos, o deputado lembrou o convênio que conseguiu com o governo do estado, vínculo que foi sua porta de entrada na política. “Eu faço esse trabalho de recuperação há mais de 20 anos, eu consegui um convênio com o governo do estado e consegui abrir mais núcleos de recuperação em vários bairros de Salvador e Feira de Santana. O convênio com o governo do estado é de R$ 500 mil. Eu também tenho uma pequena construtora em Pernambuco e uma empresa que me ajudam a custear”, disse. 

 

Notícias relacionadas