Política

Durante reunião do PT, Jaques Wagner repudia ataques ao Instituto Lula

Aconteceu neste final de semana o encontro do Diretório Estadual do PT, com a presença do ex-governador e ministro da Defesa, Jaques Wagner, e do presidente nacional do partido, Rui Falcão. Durante o encontro, além de discutir alternativas para o cenário político nacional, o partido repudiou os ataques cometidos contra o Instituto Lula, em São Paulo. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/ O Globo

Por Matheus Simoni no dia 01 de Agosto de 2015 ⋅ 14:31

Aconteceu neste final de semana o encontro do Diretório Estadual do PT, com a presença do ex-governador e ministro da Defesa, Jaques Wagner, e do presidente nacional do partido, Rui Falcão. Durante o encontro, além de discutir alternativas para o cenário político nacional, o partido repudiou os ataques cometidos contra o Instituto Lula, em São Paulo. Na última sexta-feira (31), uma bomba de fabricação caseira foi arremessado dentro de um carro que estava em frente ao local onde fica a sede do instituto. Ninguém ficou ferido.

Pelo Twitter, Wagner repudiou os ataques e a "campanha de intolerância que vigora" atualmente. "Não abriremos mão de defender, com todas as forças, a democracia. Os que cultivam a intolerância de classe, de cor, raça ou gênero, não vão nos intimidar. Não temos medo e seguiremos na luta. O PT seguirá na busca por mais direitos, inclusão, igualdade, mais respeito e tolerância. A democracia brasileira não admitirá retrocesso", disse o ministro. Também pelo Twitter, o presidente Rui Falcão também criticou o atentado. "Inaceitável essa escalada de ódio contra o PT. Consequência da criminalização proporcionada por alguns setores da sociedade", afirmou ele.

Notícias relacionadas

[MBL cogita criar o próprio partido]
Política

MBL cogita criar o próprio partido

Por Juliana Rodrigues no dia 21 de Novembro de 2018 ⋅ 08:20 em Política

Grupo criado em 2014 como "apartidário" elegeu dois deputados em 2018