Política

Eduardo Cunha pressiona ex-advogada de delatores da Lava Jato

O presidente Eduardo Cunha (PMDB-RJ) pressionou a advogada Beatriz Catta Preta, que defendia os delatores na Operação Lava Jato, da Polícia Federal. Nesta semana, em entrevista ao Jornal Nacional, da Rede Globo, ela afirmou ter sido ameaçada por integrantes da CPI da Petrobras, o que levou ela a decidir abandonar a advocacia e o caso que investiga corrupção na Petrobras. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/Folhapress

Por Matheus Simoni no dia 01 de Agosto de 2015 ⋅ 15:32

O presidente Eduardo Cunha (PMDB-RJ) pressionou a advogada Beatriz Catta Preta, que defendia os delatores na Operação Lava Jato, da Polícia Federal. Nesta semana, em entrevista ao Jornal Nacional, da Rede Globo, ela afirmou ter sido ameaçada por integrantes da CPI da Petrobras, o que levou ela a decidir abandonar a advocacia e o caso que investiga corrupção na Petrobras. Para Cunha, ela terá que responder judicialmente sobre a decisão de abandonar a defesa dos delatores. "A acusação atinge a CPI como um todo e a Câmara como um todo, devendo ela esclarecer ou ser responsabilizada por isso", afirmou o deputado.

"Determinarei a Procuradoria Parlamentar da Câmara que ingresse com a interpelação judicial semana que vem, independente da CPI. A mesa diretora da Câmara tem a obrigação de interpelá-la judicialmente para que diga quais ameaças sofreu e de quem sofreu as ameaças", disse Cunha em sua conta no Twitter.

Notícias relacionadas