Política

Delator diz que Odebrecht pagou R$ 21 milhões a PROS, PCdoB e PRB

O ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht Alexandrino Alencar afirmou em depoimento prestado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que a empreiteira pagou R$ 7 milhões para cada um desses três partidos: PROS, PCdoB e PRB.[Leia mais...]

[Delator diz que Odebrecht pagou R$ 21 milhões a PROS, PCdoB e PRB]
Foto : Reprodução/Antônio More/Gazeta do Povo

Por Matheus Simoni no dia 07 de Março de 2017 ⋅ 14:47

O ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht Alexandrino Alencar afirmou em depoimento prestado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que a empreiteira pagou R$ 7 milhões para cada um desses três partidos: PROS, PCdoB e PRB.

Segundo o delator, durante o depoimento feito na última segunda-feira (6), o valor repassado aos partidos foi de R$ 21 milhões. Esses pagamentos teriam sido realizados com a intermediação do então tesoureiro da campanha de Dilma, o ex-ministro Edinho Silva.

Ainda de acordo com Alexandrino, os pagamentos foram feitos via caixa 2 para garantir o apoio político dessas siglas à chapa que unia PT e PMDB na campanha presidencial de 2014. O ex-diretor confirmou o pagamento durante depoimento ao ministro Herman Benjamin, relator da ação que pode levar à cassação da chapa Dilma-Temer.

Com o montante milionário destinado aos partidos, a chapa Dilma-Temer teria obtido a adesão de mais siglas à coligação que saiu vitoriosa naquelas eleições, além de garantir mais tempo de propaganda na televisão.

Notícias relacionadas