Política

Em postagem, Pastor Isidório critica democracia e exalta Ditadura Militar

Terceiro candidato mais votado para prefeito de Salvador nas últimas eleições municipais, o deputado estadual Pastor Sargento Isidório (PDT) causou polêmica ao compartilhar um publicação em seu perfil no Facebook exaltando a ditadura miliar. [Leia mais...]

[Em postagem, Pastor Isidório critica democracia e exalta Ditadura Militar]
Foto :

Por Laura Lorenzo no dia 08 de Março de 2017 ⋅ 17:21

Terceiro candidato mais votado para prefeito de Salvador nas últimas eleições municipais, o deputado estadual Pastor Sargento Isidório (PDT) causou polêmica ao compartilhar um publicação em seu perfil no Facebook exaltando a Ditadura Miliar.

A postagem, compartilhada pelo pedetista nesta quarta-feira (8) da página Alunos de Direita, tinha como título “Malditos militares” e em seguida dizia: “No Governo Militar lugar de criança era na escola; não existia aprovação automática, nem traficantes vendendo drogas na porta das escolas, o professor era respeitado, não exista a Lei da Palmada e nem o Estatuto da Criança e do Adolescente, e não podia ficar o dia inteiro na rua vagabundando e fumando maconha, porque com 12 anos já podia tirar a carteira de trabalho e procurar um emprego. Ainda bem que hoje temos um governo democrático que corrigiu todas aquelas injustiças do governo militar”.

Em resposta à publicação do deputado, um internauta comentou: "Porque não mostrar também o pau de Arara, as fogueiras de livros, o Riocentro!". O Pastor se juntou à Polícia Militar em 1981, quatro anos antes do fim oficial da Ditadura Militar no Brasil.

Veja:

Notícias relacionadas