Política

"Citação de delator não é motivo para nada", diz ministro citado na Lava Jato

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse nesta segunda-feira (13) que a citação ao seu nome em delações premiadas não é motivo para sair do governo. Padilha retornou ao trabalho após ficar 21 dias sob licença médica. "Em time que está ganhando não se mexe", afirmou o chefe da Casa Civil.[Leia mais...]

[
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 13 de Março de 2017 ⋅ 17:03

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse nesta segunda-feira (13) que a citação ao seu nome em delações premiadas não é motivo para sair do governo. Padilha retornou ao trabalho após ficar 21 dias sob licença médica. "Em time que está ganhando não se mexe", afirmou o chefe da Casa Civil.

"Só citação de delator não é motivo para nada", declarou. Delatores da Odebrecht apontaram que Padilha teria recebido R$ 4 milhões da empreiteira na campanha eleitoral de 2014, em depoimentos no âmbito da Operação Lava Jato. O presidente Michel Temer afirmou que, diante da existência de ministros que sejam investigados na Lava Jato, eles teriam que deixar o governo até a conclusão das investigações.

Questionado sobre uma possível renúncia ao cargo, Padilha se esquivou. "O presidente Michel Temer já firmou a linha de posicionamento do governo", argumentou. "Não vou falar sobre o que não existe", insistiu o chefe da Casa Civil. "Está tudo baseado num delator. Qualquer fala agora vai ser prejudicial à investigação e a mim. Então fico quietinho", declarou.

 

Notícias relacionadas