Política

Ministro do Supremo diz estar 'perplexo' com corrupção em doações oficiais

Nesta terça-feira (14), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello disse estar "perplexo" com os indícios de que as prestações de contas oficiais de campanha foram utilizadas para lavar dinheiro. [Leia mais...]

[Ministro do Supremo diz estar 'perplexo' com corrupção em doações oficiais]
Foto : Agência Brasil

Por Yasmin Garrido no dia 14 de Março de 2017 ⋅ 19:08

Nesta terça-feira (14), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello disse estar "perplexo" com os indícios de que as prestações de contas oficiais de campanha foram utilizadas para lavar dinheiro. “Estou perplexo com os indícios de corrupção e de transformação da Justiça Eleitoral em lavanderia”, declarou.

Na última semana, a Segunda Turma do STF, onde são julgadas as ações relativas à Operação Lava Jato, tornou o senador Valdir Raupp (PMDB-RO) réu, acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. De acordo com a Procuradoria Geral da República, a suspeita é que ele tenha recebido R$ 500 mil em propina por meio de doações oficiais para a campanha ao Senado em 2010.

Para Marco Aurélio, além de responder por corrupção, quem se valeu de verba ilícita em camapanha pode estar implicado ainda no crime de falsidade ideológica. “Cabe distinguir cada caso”, ponderou o ministro.

Notícias relacionadas