Política

Delator da Andrade Gutierrez diz que Cabral recebia proprina em casa

O ex-presidente da empresa Andrade Gutierrez, Rogério Nora de Sá, durante depoimento no acordo de delação premiada, afirmou que o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) fazia reuniões em seu apartamento no Leblon para exigir o pagamento de propinas em contratos públicos. [Leia mais...]

[Delator da Andrade Gutierrez diz que Cabral recebia proprina em casa]
Foto : Agência Brasil

Por Yasmin Garrido no dia 15 de Março de 2017 ⋅ 15:18

O ex-presidente da empresa Andrade Gutierrez, Rogério Nora de Sá, durante depoimento no acordo de delação premiada, afirmou nesta quarta-feira (15) que o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) fazia reuniões em seu apartamento no Leblon, Zona Sul do Rio de Janeiro, para exigir o pagamento de propinas em contratos públicos. A oitiva aconteceu na 7.ª Vara Federal Criminal do Rio.

"Ele [Cabral] disse que teríamos que dar uma contribuição mensal de R$ 350 mil. Depois, fomos chamados para uma reunião no Palácio Guanabara com o governador, e ele disse que o secretário de Governo, Wilson Carlos, iria cuidar da execução das obras. Ficamos com obras de Manguinhos, PAC das Favelas, Arco Metropolitano", disse.

De acordo com o executivo, as propinas eram pagas "diluídas" nas obras por meio de faturamento com valores maiores ou com notas fiscais falsas. Ele disse ainda que a propina foi paga durante todo o período do contrato, que durou de 12 a 15 meses. "Até setembro de 2011, quando eu estava na empresa, existiam os pagamentos. Depois, não sei informar", afirmou.

Notícias relacionadas

[Moro prorroga atuação da Força Nacional em Moçambique]
Política

Moro prorroga atuação da Força Nacional em Moçambique

Por Matheus Simoni no dia 22 de Abril de 2019 ⋅ 09:20 em Política

A ajuda humanitária foi enviada a Moçambique após o país ficar devastado em março após a passagem do ciclone Idai, que afetou cerca de 1,85 milhão de pessoas e deixou mai...