Política

Para Aleluia, 'delação do fim do mundo' 'só beneficia quem é canalha'

Em entrevista à Rádio Metrópole nesta segunda-feira (17), o deputado federal José Carlos Aleluia (DEM) disse que a chamada 'delação do fim do mundo' coloca os investigados como culpados devido a interpretações da sociedade e algumas pessos da imprensa. [Leia mais...]

[Para Aleluia, 'delação do fim do mundo' 'só beneficia quem é canalha']
Foto : Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Por Luiza Leão no dia 17 de Abril de 2017 ⋅ 15:14

Em entrevista à Rádio Metrópole nesta segunda-feira (17), o deputado federal José Carlos Aleluia (DEM) disse que a chamada 'delação do fim do mundo' coloca os investigados como culpados devido a interpretações da sociedade e algumas pessos da imprensa. 'Isso só beneficia quem é canalha. Quem é sério, não', acredita. Essa delação, a maior da Lava Jato, foi realizada por Marcelo Odebrecht e outros executivos e trouxe à tona o envolvimento de empresas e agentes públicos em um sistema obscuro de desvio de verba.

Aleluia está sendo investigado -- e não é pela primeira vez-- mas afirmou que não vê problemas nisso. 'Qualquer um pode ser investigado. O que assusta as pessoas é que há o poder de criminalizar as doações de campanha, seja caixa 1 ou caixa 2', falou. Segundo ele, a quantia recebida para a sua campanha foi devidamente declarada.

Para o deputado federal, as investigações vão trazer à tona os verdadeiros culpados pelo crime eleitoral de caixa dois. 'Vai ficar claro quem fez chantagem, recebeu favores e recebeu ajuda de campanha, seja na imprensa ou no poder judiciário. O problema é que estão misturando quem cometeu crime e com quem não cometeu', afirmou

Aleluia avaliou ainda a importância da reforma política no país como ' a mãe de todas as reformas', mais que ela será 'a mais difícil de ser feita'.

Notícias relacionadas