Política

Jorge Portugal \'pede\' assassinato de Temer e é criticado por deputado

Um artigo do secretário de Cultura do estado, Jorge Portugal, na edição de terça-feira (2o) do jornal A Tarde, intitulado 'Só saio morto', já está causando muita polêmica e repercutindo negativamente. [Leia mais...]

[Jorge Portugal \'pede\' assassinato de Temer e é criticado por deputado]
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Matheus Morais no dia 21 de Junho de 2017 ⋅ 11:08

Um artigo do secretário de Cultura do estado, Jorge Portugal, na edição de terça-feira (21) do jornal A Tarde, intitulado 'Só saio morto', já está causando muita polêmica e repercutindo negativamente. Tudo porque na publicação, Portugal 'pede' o assassinato do presidente da República, Michel Temer, como única forma de tirá-lo do cargo.

Ao comentar a declaração de Temer em que ele declara que só vai sair do cargo se morrer, Jorge questiona: “Cadê o Gavrilo Princip brasileiro”? Gavrilo Princip foi um estudante anarquista sérvio que matou a tiros o arquiduque Francisco Ferdinando, herdeiro do trono do Império Austro-Húngaro, e sua esposa, Sofia, num episódio que contribuiu para a eclosão da Primeira Guerra Mundial.

Deputado reage

O texto de Jorge Portugal foi criticado pelo deputado estadual Carlos Geílson (PSDB), que afirmou, em nota enviada à imprensa, que o também professor agiu com intolerância e ódio quando defendeu o 'assassinato' de Temer.

“Já manifestei meu desejo de ver Michel Temer fora da Presidência da República. Defendo também que o meu partido, o PSDB, entregue os ministérios que ocupa no governo dele se afaste imediatamente. Mas repudio veementemente qualquer incitação de violência, seja a Temer, seja a qualquer outro político ou cidadão brasileiro”, ressaltou.

Notícias relacionadas