Política

\'Governo pendurado\': Maia diz que não vai adiar análise da denúncia contra o presidente

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, descartou a possibilidade de adiar a análise da denúncia contra o presidente da República, Michel Temer (PMDB), caso não haja quórum de 342 deputados no dia 2 de agosto. [Leia mais...]

[\'Governo pendurado\': Maia diz que não vai adiar análise da denúncia contra o presidente]
Foto : Alex Ferreira/Câmara dos Deputados

Por Luiza Leão no dia 15 de Julho de 2017 ⋅ 13:15

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, descartou a possibilidade de adiar a análise da denúncia contra o presidente da República, Michel Temer (PMDB), caso não haja quórum de 342 deputados no dia 2 de agosto. Ao blog da jornalista Andreia Sadi, Maia afirmou que aplicará efeito administrativo para o deputado que estiver ausente. Além disso, se nesse segundo momento não houver quórum, o presidente da Câmara garantiu que vai pautar novamente a análise da denúncia até que seja atingido.

'A expectativa deste assunto precisa ter fim ainda em agosto. O quórum precisa ser elevado. Se não tiver quórum no dia 2, vou repautar ainda em agosto. Mais para o meio de agosto do que para o fim, até porque ninguém quer esta situação. Não podemos deixar o governo nessa situação, pendurado', disse Maia neste sábado.

Comentarios

Notícias relacionadas