Política

Governo vê manifestações com “naturalidade” e quer ampliar diálogo, diz ministro

Nessa segunda-feira (17), o ministro da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva, comentou as manifestações realizadas em diversas cidades do país que pediam a saída da presidente Dilma Rousseff (PT) do poder. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Bárbara Silveira no dia 17 de Agosto de 2015 ⋅ 15:02

Nessa segunda-feira (17), o ministro da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva, comentou as manifestações realizadas em diversas cidades do país que pediam a saída da presidente Dilma Rousseff (PT) do poder. Segundo o ministro, o governo viu os protesto como “um fato natural dentro da normalidade democrática”, mas que a presidente tem trabalhado para superar as dificuldades da sua segunda gestão. 

“O governo tem lidado com as manifestações como fatos naturais de um regime democrático. Tem lidado com esses fatos dentro da normalidade democrática e assim vamos continuar fazendo. Reconhecemos a importância da mobilização de ontem, mas governo continuará trabalhando, construindo sua agenda. O governo acredita que as medidas econômicas que, em grande parte já foram tomadas, criam condições para que Brasil retome, num curto espaço de tempo, o crescimento”, disse Edinho, após a reunião de coordenação política, comandada por Dilma, com 12 ministros

Notícias relacionadas

[Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares]
Política

Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares

Por Juliana Rodrigues no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 08:00 em Política

Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, negou que a medida seja uma forma de anistia: "No governo do PT ninguém nunca chamou de anistia, por que vai chamar no governo do...

[Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna]
Política

Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna

Por Clara Rellstab no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 06:49 em Política

A sugestão de Moro era mais restritiva: previa a posse para duas armas, e não quatro; não prolongava automaticamente registros já concedidos para dez anos e exigia a comp...

[Senador Fernando Collor anuncia filiação ao PROS]
Política

Senador Fernando Collor anuncia filiação ao PROS

Por Clara Rellstab no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 06:28 em Política

Eleito em 1989 presidente da República, o primeiro eleito pelo voto popular após a ditadura militar, Collor comandou o país entre 1990 e 1992, quando sofreu impeachment