Política

PMDB quer tirar Imbassahy de ministério do governo Temer

Membros do PMDB seguem em ofensiva para tentar retirar cargos do PSDB no governo do presidente Michel Temer. Após cerca de um mês da votação da denúncia por corrupção passiva contra o presidente da República, na Câmara dos Deputados, a briga de partidos da base aliada por mais espaço na Esplanada dos Ministérios continua.[Leia mais...]

[PMDB quer tirar Imbassahy de ministério do governo Temer]
Foto : Valter Campanato/ Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 26 de Agosto de 2017 ⋅ 12:00

Membros do PMDB seguem em ofensiva para tentar retirar cargos do PSDB no governo do presidente Michel Temer. Após cerca de um mês da votação da denúncia por corrupção passiva contra o presidente da República, na Câmara dos Deputados, a briga de partidos da base aliada por mais espaço na Esplanada dos Ministérios continua.

O alvo principal dos peemedebistas é a Secretaria de Governo, comandada pelo tucano Antônio Imbassahy. Na avaliação de deputados peemedebistas ouvidos pelo portal UOL, a insatisfação é direcionada especificamente ao PSDB, mas encontrou em Imbassahy uma espécie de válvula de escape. Além da Secretaria de Governo, os tucanos controlam os ministérios das Relações Exteriores (Aloysio Nunes), das Cidades (Bruno Araújo) e dos Direitos Humanos (Luislinda Valois).

Para os parlamentares do PMDB, quatro pastas para um partido que não atua à altura em prol do governo são um exagero. Na votação da denúncia contra Michel Temer, o PSDB ficou dividido com 21 votos pela rejeição da peça da Procuradoria-Geral da República (PGR) e 20 pela continuidade. A situação se agravou com vídeo divulgado pelo partido na TV aberta na semana passada, no qual se afirma existir um \"presidencialismo de cooptação\" como modelo de governo.

Ainda de acordo com o UOL, o pedido de uma troca na Secretaria de Governo foi reforçado pessoalmente pela bancada do PMDB na Câmara ao presidente da República nesta semana.

Notícias relacionadas