Política

Câmara não votará reforma política nesta terça, diz André Fufuca

André Fufuca (PP-MA), que assumiu interinamente a presidência da Câmara dos Deputados nesta terça-feira (29), após Rodrigo Maia (DEM-RJ) assumir o comando do Palácio do Planalto devido a viagem do presidente Michel Temer à China, afirmou que a Casa não deve realizar nenhuma votação sobre a reforma política durante o dia.[Leia mais...]

[Câmara não votará reforma política nesta terça, diz André Fufuca]
Foto : Agência Câmara

Por Paloma Morais no dia 29 de Agosto de 2017 ⋅ 14:58

André Fufuca (PP-MA), que assumiu interinamente a presidência da Câmara dos Deputados nesta terça-feira (29), após Rodrigo Maia (DEM-RJ) assumir o comando do Palácio do Planalto devido a viagem do presidente Michel Temer à China, afirmou que a Casa não deve realizar nenhuma votação sobre a reforma política durante o dia.

O presidente em exercício, participou de uma reunião com líderes partidários para discutir a pauta da semana. Após o encontro, Fufuca afirmou que foi acertado entre as lideranças que seja realizado nesta terça a votação de três destaques da nova taxa de juros do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). De acordo com o deputado, pode ser que na quarta (30) seja analisado o projeto que prevê uma cláusula de barreira e o fim das coligações partidárias.

\"A previsão se mantém a mesma de ontem. Nós votaremos os três destaques e temos a previsão de colocar amanhã a PEC [sobre coligações e cláusula de barreira] da [deputada] Sheridan amanhã. Acredito que a outra PEC [sobre sistema eleitoral e fundo partidário] chegará numa decisão no mais tardar no fim desta semana, no começo da outra\", afirmou Fufuca.

Notícias relacionadas

[Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares]
Política

Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares

Por Juliana Rodrigues no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 08:00 em Política

Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, negou que a medida seja uma forma de anistia: "No governo do PT ninguém nunca chamou de anistia, por que vai chamar no governo do...

[Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna]
Política

Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna

Por Clara Rellstab no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 06:49 em Política

A sugestão de Moro era mais restritiva: previa a posse para duas armas, e não quatro; não prolongava automaticamente registros já concedidos para dez anos e exigia a comp...