Política

Michel Temer chega à cidade chinesa de Xiamen para participar de cúpula do Brics

O presidente Michel Temer (PMDB) já está em Xiamen, no sudeste da China, onde vai participar da cúpula de países emergentes Brics, que acontece a partir deste domingo (3) e segue até o dia 5 de setembro. O objetivo do peemedebista é mostrar a imagem de um Brasil em recuperação econômica, depois de dois anos de recessão, e apresentar o programa de privatizações com o qual Brasília quer consolidar o caminho do crescimento. [Leia mais...]

[Michel Temer chega à cidade chinesa de Xiamen para participar de cúpula do Brics]
Foto : Wu Hong via AP

Por Jessica Galvão no dia 03 de Setembro de 2017 ⋅ 08:51

O presidente Michel Temer (PMDB) já está em Xiamen, no sudeste da China, onde vai participar da cúpula de países emergentes Brics, que acontece a partir deste domingo (3) e segue até o dia 5 de setembro. O objetivo do peemedebista é mostrar a imagem de um Brasil em recuperação econômica, depois de dois anos de recessão, e apresentar o programa de privatizações com o qual Brasília quer consolidar o caminho do crescimento.

O avião presidencial brasileiro, o VC-1A Santos Dumont, aterrissou pouco antes das 13h (horário local, 2h em Brasília) no aeroporto da ilha chinesa de Xiamen. O presidente foi recepcionado com ramos de flores e honras militares antes de se dirigir à sede da cúpula.

Temer vai se reunir com os presidentes de China, Xi Jinping; Rússia, Vladimir Putin; e da África do Sul, Jacob Zuma, e com o premiê indiano, Narendra Modi, para discutir novas formas de cooperação dentro do bloco criado há 10 anos.

Notícias relacionadas

[Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares]
Política

Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares

Por Juliana Rodrigues no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 08:00 em Política

Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, negou que a medida seja uma forma de anistia: "No governo do PT ninguém nunca chamou de anistia, por que vai chamar no governo do...

[Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna]
Política

Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna

Por Clara Rellstab no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 06:49 em Política

A sugestão de Moro era mais restritiva: previa a posse para duas armas, e não quatro; não prolongava automaticamente registros já concedidos para dez anos e exigia a comp...