Política

Gilmar Mendes pede investigação da campanha de Dilma

Segundo Mendes, que é também integrante do Supremo Tribunal Federal e vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral, existem “vários indicativos” de que a campanha tenha sido financiada por propina desviada da Petrobras. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução / Estadão

Por Camila Tíssia no dia 21 de Agosto de 2015 ⋅ 21:46

O ministro Gilmar Mendes solicitou, nesta sexta-feira (21), que a Procuradoria Geral da República e à Polícia Federal apurassem eventuais crimes realizados por Dilma Rousseff e o PT durante a campanha à reeleição da presidência. Segundo Mendes, que é também integrante do Supremo Tribunal Federal e vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral, existem “vários indicativos” de que a campanha tenha sido financiada por propina desviada da Petrobras.

De acordo com a notícia divulgada pela Folha de São Paulo, os documentos das investigações do esquema de corrupção da Petrobras foram apresentados pelo ministro. "Ele cruzou esses dados com as doações legalmente registradas na Justiça Eleitoral", afirma a publicação.

Empresas sob suspeita de participar do esquema doaram R$ 172 milhões ao PT entre 2010 e 2014, segundo informações somadas pelos técnicos do TSE. O ministro ainda afirma que parte desses valores suspeitos também foram transferidos para a conta da campanha de Dilma. As contas da campanha à reeleição da presidente foram aprovadas no ano passado. No período, Mendes havia determinado que as autoridades continuassem investigando suspeitas de ilegalidade. A imprensa aguarda um posicionamento do partido e de Dilma.

Notícias relacionadas