Política

Requião volta a criticar Temer e reclama de cúpula do PMDB: "Comando corrompido"

Crítico do governo de Michel Temer (PMDB), apesar de ser do mesmo partido, o senador Roberto Requião (PMDB) foi entrevistado por Mário Kertész, na Rádio Metrópole, na manhã desta quarta-feira (13), e voltou a afirmar que a atual cúpula da legenda está "desmontando o Brasil". "O PMDB está na mão de um grupo de pessoas que não tem compromisso com o Brasil", declarou. [Leia mais...]

[Requião volta a criticar Temer e reclama de cúpula do PMDB:
Foto : Reprodução/Agência Senado

Por Gabriel Nascimento e Matheus Morais no dia 13 de Setembro de 2017 ⋅ 08:23

Crítico do governo de Michel Temer (PMDB), apesar de ser do mesmo partido, o senador Roberto Requião (PMDB) foi entrevistado por Mário Kertész, na Rádio Metrópole, na manhã desta quarta-feira (13), e voltou a afirmar que a atual cúpula da legenda está "desmontando o Brasil". "O PMDB está na mão de um grupo de pessoas que não tem compromisso com o Brasil", declarou.

"Meu PMDB é o velho de guerra. Não é esse que anda desmontando o Brasil. Tem uma estrutura maravilhosa a do PMDB no Brasil, uma capilaridade imensa, mas a imagem pública do partido no país é um desastre. Segundo pesquisas, apenas 1% da população acredita no PMDB. Nossa esperança é recuperar o velho MDB", acrescentou.

De acordo com o senador, é necessário acabar com a corrupção na estrutura parlamentar do partido. "Você tem que libertar as estruturas de um comando que foi corrompido. É difícil imaginar como esse governo se mantém, com tornozeleira eletrônica, uma parte dos ministros na cadeia. (...) Tem muita gente boa no Congresso, mas a maioria só fisiológicas. Eu, pessoalmente, não espero mais nada do Congresso Nacional", concluiu.

Notícias relacionadas