Política

\"Prefiro a morte do que passar para a história como mentiroso\", diz Lula em ato em Curitiba

Após depoimento ao juiz federal Sergio Moro nesta quarta-feira (13), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou de um ato em Curitiba-PR, na Praça Generoso Marques, que reuniu grande quantidade de manifestantes. Durante a manifestação, o petista discursou para a multidão e disse que daria quantos depoimentos fossem necessários. [Leia mais...]

[\
Foto : Reprodução/Twitter/Brasi_de_fato

Por Matheus Simoni no dia 13 de Setembro de 2017 ⋅ 19:33

Após depoimento ao juiz federal Sergio Moro nesta quarta-feira (13), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou de um ato em Curitiba-PR, na Praça Generoso Marques, que reuniu grande quantidade de manifestantes. Durante a manifestação, o petista discursou para a multidão e disse que daria quantos depoimentos fossem necessários. \"Não se preocupem com os depoimentos que eu tiver que dar. Eu não sou melhor que ninguém, eu quero prestar todos os depoimentos. A única coisa que eu quero é que aqueles que me ataquem um dia vão para a mesma televisão que me atacam para pedir desculpas. Depois de anos gravando meus telefonemas, gravando minha mulher, Dilma e eu... até agora não encontraram nenhuma verdade nas acusações\", disse o presidente.

Ainda no discurso, o petista negou que tenha mentido para a população sobre supostos ilícitos cometidos em seu governo. \"Eu tenho comigo uma coisa que devo a vocês: tenho comigo a verdade. Eu jamais mentiria pra vocês. Prefiro a morte do que passar para a história como mentiroso para o povo brasileiro, e especialmente para o povo trabalhador\", declarou.

Notícias relacionadas

[Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares]
Política

Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares

Por Juliana Rodrigues no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 08:00 em Política

Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, negou que a medida seja uma forma de anistia: "No governo do PT ninguém nunca chamou de anistia, por que vai chamar no governo do...

[Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna]
Política

Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna

Por Clara Rellstab no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 06:49 em Política

A sugestão de Moro era mais restritiva: previa a posse para duas armas, e não quatro; não prolongava automaticamente registros já concedidos para dez anos e exigia a comp...