Política

Preso há uma semana, Ferraz pede para ser ouvido por juiz em audiência de custódia

O advogado Pedro Machado de Almeida Castro, representante do ex-diretor da Defesa Civil de Salvador Gustavo Ferraz, pediu à 10ª Vara Federal de Brasília ex-dirigente seja ouvido em audiência de custódia. O encontro de Ferraz com um magistrado na capital federal ainda não ocorreu desde que ele foi preso na Operação Cui Bono.[Leia mais...]

[Preso há uma semana, Ferraz pede para ser ouvido por juiz em audiência de custódia]
Foto : Secom

Por Matheus Simoni no dia 15 de Setembro de 2017 ⋅ 17:13

O advogado Pedro Machado de Almeida Castro, representante do ex-diretor da Defesa Civil de Salvador Gustavo Ferraz, pediu à 10ª Vara Federal de Brasília ex-dirigente seja ouvido em audiência de custódia. O encontro de Ferraz com um magistrado na capital federal ainda não ocorreu desde que ele foi preso na Operação Cui Bono. Nessa audiência, o juiz analisa a legalidade, a necessidade da prisão e se houve violação de direitos do preso. As informações foram divulgadas pela coluna Expresso, da revista Época.

Ferraz foi detido na semana passada pela Polícia Federal junto com o ex-ministro Geddel Vieira Lima após os agentes encontrarem fragmentos de digitais em cédulas dos R$ 51 milhões apreendidos em Salvador. Numa estratégia de evitar mais exposição, o ex-ministro pediu para ser dispensado da audiência. O juiz aceitou.

O caso agora está sob a responsabilidade do Supremo Tribunal federal (STF). Na quarta-feira (13), o juiz Vallisney Oliveira, titular da 10ª Vara, declinou da competência por causa dos indícios de envolvimento do deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA).

Notícias relacionadas