Política

Ministro de Temer diz que "há esforço para comprometer honra" do presidente

O secretário-geral da Presidência, ministro Moreira Franco (PMDB), saiu em defesa do presidente Michel Temer (PMDB), durante entrevista ao jornal Folha de S. Paulo. Criticando a Polícia Federal (PF), Moreira minimizou a delação do doleiro Lúcio Funaro. "A impressão que eu tenho é que há um esforço grande para comprometer a honra do presidente", disse. [Leia mais...]

[Ministro de Temer diz que
Foto : Reprodução/Agência Brasil

Por Gabriel Nascimento no dia 17 de Setembro de 2017 ⋅ 11:39

O secretário-geral da Presidência, ministro Moreira Franco (PMDB), saiu em defesa do presidente Michel Temer (PMDB), durante entrevista ao jornal Folha de S. Paulo. Criticando a Polícia Federal (PF), Moreira minimizou a delação do doleiro Lúcio Funaro. "A impressão que eu tenho é que há um esforço grande para comprometer a honra do presidente", disse.

"Quero ver as provas. Prova existe ou não existe. E deveria estar nos autos. Uma delação é só um indicativo à apuração. Só que no Brasil de hoje a delação está substituindo a investigação", acrescentou.

Sobre o inquérito da PF que aponta Temer como líder de organização criminosa, o ministro classificou como "uma afronta". "Eu tenho uma relação com o presidente Michel Temer. É uma pessoa com quem eu tenho identidade acadêmica e intelectual. Agora, a partir daí querer montar um conjunto, uma teia de compadrio para a prática do ilícito, é uma afronta", disse.

Notícias relacionadas