Política

Marcelo Odebrecht entrega à PF recibos de doação de R$ 4 milhões ao Instituto Lula

O empreiteiro Marcelo Odebrecht apresentou à Polícia Federal, no âmbito da Operação Lava Jato, quatro recibos com doações de R$ 1 milhão cada ao Instituto Lula. Em sua delação, o executivo vinculou os repasses à planilha de propinas “italiano” – codinome usado por empreiteiros do grupo para o ex-ministro Antonio Palocci. [Leia mais...]

[Marcelo Odebrecht entrega à PF recibos de doação de R$ 4 milhões ao Instituto Lula]
Foto : Reprodução / PF

Por Laura Lorenzo no dia 25 de Setembro de 2017 ⋅ 18:33

O empreiteiro Marcelo Odebrecht apresentou à Polícia Federal, no âmbito da Operação Lava Jato, quatro recibos com doações de R$ 1 milhão cada ao Instituto Lula. Em sua delação, o executivo vinculou os repasses à planilha de propinas “italiano” – codinome usado por empreiteiros do grupo para o ex-ministro Antonio Palocci.

As notas são datadas de 16 de dezembro de 2013, 31 de janeiro de 2014, 5 de março de 2014 e 31 de março de 2014. Elas são numeradas, respectivamente, 0094, 108, 119 e 0129 e estão carimbadas. “Recebemos de Construtora Norberto Odebrecht S.A a importância de um milhão de reais”, diz o recibo. “Correspondentes a doação depositada na conta corrente do Banco do Brasil”, conclui.

Em seu depoimento à Polícia Federal, Odebrecht disse que ‘as cópias desses recibos foram extraídas do computador de Fernando Migliaccio’. “O que corrobora que os valores foram efetivamente descontados da planilha italiano, senão não haveria razão para estar de posse dele (Migliaccio)”, alegou.

O empreiteiro apresentou ainda, além das notas, uma troca de e-mails entre ele e executivos do grupo sobre a doação de R$ 4 milhões. De acordo com ele, os e-mails foram entregues em agosto deste ano, pois não haviam sido localizados na época em que fechou seu acordo e apresentou os anexos.

Notícias relacionadas

[ Pacote de Moro propõe ampliar confisco de bens]
Política

Pacote de Moro propõe ampliar confisco de bens

Por Clara Rellstab no dia 23 de Janeiro de 2019 ⋅ 11:40 em Política

Promessa de campanha do presidente Jair Bolsonaro (PSL), as mudanças na legislação visam a fortalecer o combate à corrupção e ao crime organizado