Política

Análise sobre fundo de financiamento de campanhas é adiada pela Câmara

Foi rejeitado pelo plenário da Câmara dos Deputados, na noite desta quinta-feira (27), o pedido de urgência para analisar o Projeto de Lei 8.703/17, vindo do Senado, que cria o Fundo Especial de Financiamento de Campanha, que garante recursos para as campanhas eleitorais a partir de emendas parlamentares e do corte de gastos com propaganda eleitoral no rádio e TV. [Leia mais...]

[Análise sobre fundo de financiamento de campanhas é adiada pela Câmara ]
Foto : Agência Brasil

Por Matheus Morais no dia 28 de Setembro de 2017 ⋅ 08:22

Foi rejeitado pelo plenário da Câmara dos Deputados, na noite desta quinta-feira (27), o pedido de urgência para analisar o Projeto de Lei 8.703/17, vindo do Senado, que cria o Fundo Especial de Financiamento de Campanha, que garante recursos para as campanhas eleitorais a partir de emendas parlamentares e do corte de gastos com propaganda eleitoral no rádio e TV. A votação define que os prazos regimentais devem ser mantidos para análise da matéria na Casa, o que pode impedir a aplicação do fundo para as eleições de 2018.

O projeto de lei institui o Fundo Especial de Financiamento de Campanha foi aprovado nesta quinta-feira (28) pelo Senado em votação simbólica,. De acordo com o texto, a fonte de recursos virá de 30% do total das emendas parlamentares de bancada. Para estar em vigor nas próximas eleições, o tema deve ser aprovado até 6 de outubro, um ano antes do pleito.

O projeto estabelece ainda que as campanhas eleitorais serão financiadas por parte do valor destinado às emendas em anos eleitorais. Além disso, o fundo eleitoral será composto pela compensação da propaganda eleitoral gratuita nas emissoras de rádio e televisão, que serão reduzidas. Com isso, as emissoras terão que pagar impostos que antes eram isentos em razão da veiculação das propagandas.

Notícias relacionadas