Política

OAB julga pedido de cassação do registro de advogado de José Dirceu

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu pode perder o registro de advogado na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Nesta segunda-feira (24), o conselho da agremiação se reúne em São Paulo para julgar o pedido de cassação do registro do petista, condenado no processo do Mensalão a 7 anos e onze meses de prisão por corrupção. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 24 de Agosto de 2015 ⋅ 17:40

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu pode perder o registro de advogado na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Nesta segunda-feira (24), o conselho da agremiação se reúne em São Paulo para julgar o pedido de cassação do registro do petista, condenado no processo do Mensalão a 7 anos e onze meses de prisão por corrupção. No última dia 3 de agosto, enquanto cumpria pena em regime domiciliar, Dirceu foi preso preventivamente por ordem da Justiça Federal por suposto envolvimento no esquema da Operação Lava Jato, que investiga esquemas de corrupção na Petrobras.

Atualmente, ele ainda permanece na Custódia da Polícia Federal, em Curitiba. José Dirceu formou-se em Direito pela Pontífica Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) em 1983. Sua formatura aconteceu logo após ele retornar do exílio na Venezuela e ser beneficiado pela Lei da Anistia.

O pedido foi apresentado por um advogado que questiona por que Dirceu continua com a situação regular na entidade depois de ser condenado por corrupção ativa na Ação Penal 470, conhecido como o processo do Mensalão. Segundo o autor da denúncia, as condutas imputadas a ele pelo Supremo Tribunal Federal (STF) são contrárias à idoneidade moral exigida para se exercer a advocacia. A carteira do petista só será cassada ou suspensa se houver voto favorável de ao menos dois terços dos 80 conselheiros titulares.

Notícias relacionadas

[ Pacote de Moro propõe ampliar confisco de bens]
Política

Pacote de Moro propõe ampliar confisco de bens

Por Clara Rellstab no dia 23 de Janeiro de 2019 ⋅ 11:40 em Política

Promessa de campanha do presidente Jair Bolsonaro (PSL), as mudanças na legislação visam a fortalecer o combate à corrupção e ao crime organizado