Política

Tribunal ordena prisão de deputados estaduais pelo PMDB do Rio de Janeiro

Os desembargadores federais do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) decidiram nesta quinta-feira (16), por unanimidade, que os deputados estaduais pelo PMDB Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi devem ser presos preventivamente. O trio é investigado pelo Ministério Público Federal (MPF) no âmbito da Operação "Cadeia Velha", deflagrada nesta semana. [Leia mais...]

[Tribunal ordena prisão de deputados estaduais pelo PMDB do Rio de Janeiro]
Foto : Reprodução/TV Globo

Por Matheus Simoni no dia 16 de Novembro de 2017 ⋅ 14:54

Os desembargadores federais do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) decidiram nesta quinta-feira (16), por unanimidade, que os deputados estaduais pelo PMDB Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi devem ser presos preventivamente. O trio é investigado pelo Ministério Público Federal (MPF) no âmbito da Operação "Cadeia Velha", deflagrada nesta semana.

As investigações revelaram o uso de cargos políticos da cúpula da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) para a prática de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. O desembargador do TRF-2 Abel Gomes decidiu submeter os pedidos ao colegiado e foi realizada, nesta quinta, uma sessão extraordinária para avaliar o pedido. Foram cinco votos favoráveis pela prisão dos parlamentares.

Os três deputados foram ligados a supostos pagamentos de propinas a agentes públicos pela Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor). Segundo as investigações, os parlamentares articularam a aprovação de projetos favoráveis aos empresários, que então pagavam pelas vantagens indevidas. Além disso, eles também faziam pressão para aprovar as contas dos governadores, mesmo com ressalvas, apresentadas pelos técnicos do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ).

Notícias relacionadas