Política

Leo Prates nega venda de prédio histórico: ʹContinuará pertencendo à Câmaraʹ

O presidente da Câmara Municipal de Salvador, Leo Prates (DEM), negou que o casarão histórico datado de 1549, onde funciona a sede do Legislativo soteropolitano, será vendido.[Leia mais...]

[Leo Prates nega venda de prédio histórico: ʹContinuará pertencendo à Câmaraʹ]
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Luiza Leão no dia 06 de Dezembro de 2017 ⋅ 18:49

O presidente da Câmara Municipal de Salvador, Leo Prates (DEM), negou que o casarão histórico datado de 1549, onde funciona a sede do Legislativo soteropolitano, será vendido. "Continuará pertencendo à Câmara Municipal de Salvador", garantiu.

A declaração do vereador, dada em entrevista ao Jornal da Cidade Edição, da Rádio Metrópole, na noite desta quarta-feira (6), desmente a informação inicialmente divulgada pelo jornal Correio.

"Na verdade isso foi um equívoco. Talvez o jornalista não tenha me compreendido. O que eu disse é que a Câmara teria que alugar ou comprar outro prédio. Estamos trabalhando para recuperar o prédio, que é patrimônio na cidade. Não há nenhum projeto de venda desse prédio", prometeu.

Apesar disso, Prates afirmou que a Câmara vai deixar de funcionar no edifício, mas garantiu que isso não deve ocorrer em sua gestão. "A ideia é sair. Nós deixaremos tudo pronto. Mas não será na minha gestão. Vamos alugar para fazer um plenário e ser somente para sessão solene", acrescentou.

O presidente da CMS confirmou que a mudança deve ser para o imóvel onde funcionava o antigo Cine Excelsior, na Praça da Sé.

Comentarios

Notícias relacionadas