Política

Zé Neto ironiza ida de Carneiro para base do DEM: “Movimento pirotécnico"

Agora ex-correligionário do ex-deputado federal Sérgio Barradas Carneiro – que deixou o PT para assumir uma secretaria na administração de José Ronaldo (DEM). [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Arte Metropress

Por Matheus Morais no dia 29 de Maio de 2015 ⋅ 16:30

Agora ex-correligionário de Sérgio Barradas Carneiro – que deixou o PT para assumir uma secretaria na administração de José Ronaldo (DEM) em Feira de Santana – o líder do governo na Assembleia Legislativa, Zé Neto (PT), ironizou o ingresso de Carneiro na base de apoio do adversário político. “Vejo isso como um movimento pirotécnico para fazer um volume na ocupação de espaço na mídia política. João Durval [ex-senador, pai de Sérgio] sempre esteve lá, não me apoiou quando fui candidato a prefeito de Feira. Sérgio era PT, mas não se movimentava dentro do partido há quatro anos”, disse em entrevista ao Metro1, nesta sexta-feira (29).

Para Zé Neto, o apoio de Sérgio Carneiro a José Ronaldo não afeta o quadro político para as eleições de 2016. “Isso é café requentado. Não cresce e nem diminui, continua tudo como está. Na verdade, Sérgio nunca brigou com Ronaldo, quando saiu candidato foi contra Tarcízio Pimenta [ex-prefeito de Feira de Santana]. Para ele, Ronaldo sempre foi o melhor prefeito que Feira teve”, criticou.

“Nós estamos vivendo um momento de comer sal. Só ficam no sal os companheiros de jornada, os que têm o PT na pele. Quem não tem a bandeira do PT na pele vai sair. Vejo muito satanás rezando quaresma, querendo endemonizar o PT. Respeito muito Sérgio, não tenho nada contra ele, mas ele optou por outro caminho. Agora meu problema é enfrentar a crise no país, no estado e na minha cidade, para chegar em 2016 com as coisas mais arrumadas”, finalizou.

Comentarios

Notícias relacionadas