Política

Na contramão do partido, Rui defende candidato de fora do PT

Rui pediu ainda que a legenda "vire a página" do impeachment. [Leia mais...]

[Na contramão do partido, Rui defende candidato de fora do PT ]
Foto : Mateus Pereira/Divulgação

Por Alexandre Galvão no dia 14 de Março de 2018 ⋅ 11:20

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), defendeu que o seu partido apoie um nome de outra legenda, caso o ex-presidente Lula não possa ser candidato.

"Não podemos ficar nessa marra de que, se não há um nome natural do PT e se o Lula não puder ser [candidato], por que não pode ser de outro partido? Acho que pode e acho que essa discussão, se ocorrer, no momento exato, nós vamos fazer esse debate”, opinou, em entrevista ao UOL.

Para o chefe do Executivo baiano, a prisão de Lula poderia, inclusive, render votos ao PT. Segundo ele, a detenção aumentaria um sentimento "de revolta, de indignação", e os beneficiários disso seriam os candidatos alinhados a Lula ou quem ganhar o apoio do ex-presidente. “Vai aumentar ainda mais a indicação de algum nome que ele venha a apoiar, acho que aumenta a chance”, apostou.

Rui pediu ainda que a legenda "vire a página" do impeachment de Dilma Rousseff.

Comentarios

Notícias relacionadas

[Bolsonaro decide fugir de debates na TV no primeiro turno]
PolíticaELEIÇÕES 2018

Bolsonaro decide fugir de debates na TV no primeiro turno

Por Metro1 no dia 22 de Junho de 2018 ⋅ 20:00 em Política

Sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na disputa pelo Palácio do Planalto, o deputado federal tem liderado todas as pesquisas de intenção de votos.

[Fachin arquiva pedido de liberdade de Lula]
Política

Fachin arquiva pedido de liberdade de Lula

Por Metro1 no dia 22 de Junho de 2018 ⋅ 19:31 em Política

"Verifico a inadmissão superveniente do aludido recurso excepcional, providência que acarreta a alteração do quadro processual", justificou ministro do STF

[Justiça homologa delação de Antonio Palocci]
Política

Justiça homologa delação de Antonio Palocci

Por Metro1 no dia 22 de Junho de 2018 ⋅ 17:40 em Política

Ex-ministro foi condenado pelo juiz Sergio Moro em junho do ano passado a 12 anos de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção passiva