Política

Joceval garante PPS fora do chapão e manda deputados ‘buscar votos’ na rua

Presidente do partido se esquivou quando perguntado se a sigla pode romper com a base do prefeito ACM Neto, caso o chapão seja mantido. “O debate não é esse”, salientou.

[Joceval garante PPS fora do chapão e manda deputados ‘buscar votos’ na rua]
Foto : Reginaldo Ipê/Ascom/CMS

Por Rodrigo Daniel Silva no dia 01 de Maio de 2018 ⋅ 11:40

Presidente do PPS da Bahia, o vereador de Salvador, Joceval Rodrigues, garantiu que o partido não vai integrar o chapão. Esta é a segunda sigla da base do prefeito ACM Neto (DEM) a se manifestar publicamente contra a estratégia municipal para eleição deste ano.

Ontem, o PHS ameaçou até romper com o grupo se a tática for mantida. “O posicionamento do PPS é simples. Alguns parlamentares com a desistência da candidatura de Neto [ao governo da Bahia] avaliam que vão perder votos. Em vez de ficar pressionado pelo Palácio Thomé de Souza, pelo prefeito, deveriam gastar sola de sapato e irem para rua buscar votos. A gente não vai pagar a conta. Fui colocado na presidência do partido pelo presidente nacional e só respondo a Roberto Freire”, afirmou, em entrevista ao Metro1.

Joceval se esquivou quando perguntado se o PPS pode romper com a base, caso o chapão seja mantido. “O debate não é esse”, salientou.

Sem cargos – Após a saída do deputado federal Arthur Maia do partido, o PPS ficou sem cargos relevantes da prefeitura de Salvador. Antes, Roberta Caires, que comanda a Fundação Cidade-Mãe, também se desfiliou da agremiação.

“Não temos nenhum cargo de primeiro escalão, mas temos vários cargos técnicos que têm ajudado o prefeito”, frisou Joceval.

Maia deixou o PPS e se filiou ao Democratas, que é presidido nacionalmente pelo prefeito ACM Neto.

Notícias relacionadas

[Doria diz que Bolsonaro precisa trabalhar mais e tuitar menos]
Política

Doria diz que Bolsonaro precisa trabalhar mais e tuitar menos

Por Juliana Rodrigues no dia 20 de Setembro de 2019 ⋅ 10:40 em Política

Nova provocação entre os potenciais adversários nas eleições presidenciais de 2022 acontece em meio ao anúncio de investimentos da montadora Toyota em São Paulo