Política

Policial militar revela ter levado dinheiro a escritório de amigo de Temer 

Polícia Federal investiga se a Odebrecht fez pagamentos de R$ 10 milhões a campanhas do MDB, supostamente acertados com o emedebista no Palácio do Jaburu

[Policial militar revela ter levado dinheiro a escritório de amigo de Temer ]
Foto : Marcos Corrêa/PR

Por Metro1 no dia 06 de Maio de 2018 ⋅ 06:59

O policial militar Abel de Queiroz revelou, em depoimento à Polícia Federal, ter levado dinherio, ao menos duas vezes, ao escritório do advogado José Yunes, amigo próximo do presidente Michel Temer (MDB),entre 2013 e 2015.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o PM trabalhava como motorista da Transnacional, firma de transporte de valores contratada por empresas alvo da Lava Jato, entre elas a Odebrecht.

No depoimento, que ocorreu em março deste ano, Queiroz falou como testemunha no inquérito que apura pagamentos, pela empreiteira, de R$ 10 milhões a campanhas do MDB, supostamente acertados com Temer no Palácio do Jaburu, em 2014. 

O advogado de Temer, Brian Alves Prado, afirmou que a defesa do presidente não teve acesso ao depoimento e que, por isso, não poderá se pronunciar sobre o assunto.

Notícias relacionadas