Política

Temer sinaliza que deve apoiar Alckmin na disputa presidencial

Em entrevista ao STF, presidente da República ressaltou, no entanto, que é preciso haver a "união de todos os candidatos de centro"

[Temer sinaliza que deve apoiar Alckmin na disputa presidencial]
Foto : Beto Barata/PR

Por Metro1 no dia 06 de Maio de 2018 ⋅ 13:30

O presidente Michel Temer (MDB) sinalizou que deve apoiar o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), na disputa presidencial.

Em entrevista ao programa Poder em Foco, do SBT, que vai ao ar hoje, o presidente ressaltou, no entanto, que é preciso haver a "união de todos os candidatos de centro".

“Eu não teria dificuldade, não. Se houver uma conjugação política nestes termos que estou dizendo. Se houver algo que seja útil para o País, e daí a história da união de todos os candidatos de centro, por que não apoiar?”, questionou.

Segundo o site Poder360, o presidente também citou outros nomes em sua resposta, além do ex-governador tucano: Henrique Meirelles (MDB), Flávio Rocha (PRB), Guilherme Afif Domingos (PSD), Paulo Rabello de Castro (PSC) e Rodrigo Maia (DEM).

Notícias relacionadas

[Ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro deixa a prisão]
Política

Ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro deixa a prisão

Por Matheus Simoni no dia 17 de Setembro de 2019 ⋅ 16:27 em Política

De acordo com a colaboração do ex-presidente da empresa, ele ficará preso em casa com monitoramento de tornozeleira eletrônica

[Após Roda Viva, Temer nega 'golpe': 'Jamais houve isso']
Política

Após Roda Viva, Temer nega 'golpe': 'Jamais houve isso'

Por Juliana Almirante no dia 17 de Setembro de 2019 ⋅ 11:17 em Política

Ex-presidente levantou polêmica nas redes sociais ao usar na TV a palavra "golpe", frequentemente utilizada pela oposição para se referir ao impeachment

[CPMI das Fake News vota plano de trabalho hoje]
Política

CPMI das Fake News vota plano de trabalho hoje

Por Juliana Almirante no dia 17 de Setembro de 2019 ⋅ 10:40 em Política

Além dos estudos e pareceres técnicos elaborados, a intenção é incluir ferramentas de consulta pública