Política

Após declaração de Imbassahy, Gualberto volta a defender pulverização de candidaturas

Deputado federal Jutahy Júnior, que é pré-candidato ao Senado, também minimizou a fala do correligionário, que quer a união das oposições

[Após declaração de Imbassahy, Gualberto volta a defender pulverização de candidaturas]
Foto : Divulgação/PSDB/Câmara

Por Rodrigo Daniel Silva no dia 06 de Maio de 2018 ⋅ 09:30

Depois de o deputado federal Antonio Imbassahy (PSDB) defender a unidade das oposições, o pré-candidato ao governo da Bahia pelo PSDB, João Gualberto, voltou a ter posição diferente do correligionário e reiterou ser favorável à pulverização de candidaturas.

"Não vejo nada demais na declaração dele, mas diverge da minha. Tenho convicção de que quanto mais candidatos mais chances de dois turnos", afirmou Gualberto, em entrevista ao Metro1.

Sobre a eleição proporcional, o pré-candidato defendeu o chapão – quando candidatos de várias siglas se unem para disputar o pleito. "Isso não vai ser resolvido agora. Mas eu gostaria ter o PEN, o PV, o Solidariedade, o PSC e o Pros", disse, ao ressaltar que quer conversar com outras siglas, como PHS e PPS.

Já o deputado federal Jutahy Júnior (PSDB), que é pré-candidato ao Senado, minimizou a fala de Imbassahy. Ressaltou que só vai se manifestar, se é a favor da unidade ou da pulverização de candidaturas, após receber a pesquisa encomendada pelo partido.

"Ele [Imbassahy] não está discordando. Ele está defendendo, de forma legitma, uma posição. O PSDB é um partido democrático. Essa é a posição dele que tem que ser respeitada. Agora, vamos decidir esse mês se vamos manter as candidaturas separadas do DEM e do PSDB ou se vamos ficar juntos. O MDB já disse que a candidatura é irreversível", afirmou.
 

Notícias relacionadas