Política

Governador de MG diz que investigação contra mulher é "erro clamoroso"

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), classificou como "erro clamoroso" a investigação contra sua mulher, Carolina Oliveira, por supostamente manter uma empresa de fachada. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Antônio Cruz/ Agência Brasil

Por Juliana Almirante no dia 01 de Junho de 2015 ⋅ 09:22

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), classificou como "erro clamoroso" a investigação contra sua mulher, Carolina Oliveira, por supostamente manter uma empresa de fachada. A primeira-dama de Minas foi um dos alvos da Operação Acrônimo, da Polícia Federal. Pimentel disse que apresentará esclarecimentos que permitirão excluir Carolina do inquérito.

O governador mineiro disse que o mandato de busca e apreensão no apartamento alugado em Brasília em nome de sua mulher foi expedido com base em mentiras. "O mandato de busca e apreensão foi expedido com base numa alegação, numa definição inverídica, absolutamente inverídica. Portanto, a Carolina está sendo vítima de um erro, um equívoco que eu tenho certeza que vai ser corrigido", disse.

Notícias relacionadas