Política

Ministro diz que custo das medidas para o fim da greve é de R$ 9,5 bi

A paralisação chegou ao oitavo dia nesta segunda-feira (28) e, segundo o ministro, a situação ainda vai levar um tempo para normalizar

[Ministro diz que custo das medidas para o fim da greve é de R$ 9,5 bi ]
Foto : Valter Campanato/Agência Brasil

Por Metro1 no dia 28 de Maio de 2018 ⋅ 12:20

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, avaliou, na manhã de hoje (28), que o impacto das medidas para encerrar a greve dos caminhoneiros é de R$ 9,5 bilhões aos cofres públicos.

"É uma medida que tem um custo alto e por isso vai impor sacrifícios e esforços na União, mas é uma medida responsável e vai permitir que o país volte à normalidade", disse o ministro à TV Globo.

A paralisação chegou ao oitavo dia nesta segunda-feira (28) e, segundo o ministro, a situação ainda vai levar um tempo para normalizar.

"Primeiro lugar é importante dizer que o governo vem dialogando com o movimento desde o início da semana passada. Os caminhões estão há oito dias parados. Ainda vai levar um tempo para que a economia volte a funcionar normalmente", afirma.

Notícias relacionadas