Política

Doações a deputados priorizam quem tem mandato no Congresso

A informação faz parte de um levantamento feito pelo jornal Folha de S. Paulo, divulgado hoje (17)

[Doações a deputados priorizam quem tem mandato no Congresso]
Foto : Marcos Oliveira/Agência Senado

Por Matheus Simoni no dia 17 de Setembro de 2018 ⋅ 14:40

A maior parte dos repasses acima de R$ 100 mil para campanhas eleitorais é destinada a políticos que já têm mandato na Câmara e no Senado. A informação faz parte de um levantamento feito pelo jornal Folha de S. Paulo, divulgado hoje (17). Das 131 contribuições de pessoas físicas direcionadas a candidatos no Congresso, 82 foram para donos de mandatos na atual legislatura, na contramão da premissa de renovar o quadro político do país. 

Ao todo, os parlamentares receberam R$ 12,9 milhões em doações acima de R$ 100 mil. O levantamento foi feito com base em dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral até o último domingo (16). Os grandes repasses aos candidatos sem mandato somam R$ 8,4 milhões. 

De acordo com a pesquisa da Folha, os repasses elevados feitos ao grupo dos que não têm mandato não indicam, necessariamente, uma busca pela renovação na política, já que os beneficiários são, em maioria, ex-ministros, ex-prefeitos, ex-deputados e até um ex-vereador que teve o mandato cassado.

Notícias relacionadas