Política

Manuela D’Ávila pede proteção da PF após ameaças

Falsas notícias acusam a candidata a vice-presidente de estar ligada ao esfaqueador de Bolsonaro

[Manuela D’Ávila pede proteção da PF após ameaças]
Foto : Divulgação / ALRS

Por Lara Ferreira no dia 24 de Setembro de 2018 ⋅ 20:00

A candidata a vice-presidente na chapa do PT, Manuela D’Ávila (PCdoB), entrou com uma ação no Tribunal Superior Eleitoral, após relatar ameaça, em que pede segurança à Polícia Federal.

A solicitação foi feita em razão de mensagens divulgadas em redes sociais que acusam a deputada gaúcha de ter ligação com o esfaqueador do candidato do PSL, Jair Bolsonaro. Manuela alega temer atos de represália decorrentes da falsa informação.

Após a divulgação da notícia, a comunista recebeu mensagens de um apoiador do capitão reformado, que a acusou de ter planejado tudo e avisou, em um texto com teor de ameaça, para que ela ficasse preparada.

Os candidatos a presidente recebem proteção de agentes da PF. Manuela  D’Ávila, por sua vez, possui segurança privada, contratada pela campanha, apenas para Porto Alegre e São Paulo. 

Notícias relacionadas