Política

Doleiro entregou provas sobre dinheiro a ex-governador de Goiás

Perillo foi alvo da Operação Cash Delivery, deflagrada na manhã de hoje (28) pela Polícia Federal e Ministério Público Federal (MPF)

[Doleiro entregou provas sobre dinheiro a ex-governador de Goiás]
Foto : George Gianni/PSDB

Por Matheus Simoni no dia 28 de Setembro de 2018 ⋅ 14:40

Informações prestadas a investigadores pelo doleiro Álvaro Novis serviram como base do pedido de busca e apreensão contra o ex-governador de Goiás Marconi Perillo e a prisão do ex-tesoureiro das campanhas, Jayme Rincón. A dupla foi alvo da Operação Cash Delivery, deflagrada na manhã de hoje (28) pela Polícia Federal e Ministério Público Federal (MPF). 

Segundo a investigação, o cruzamento das informações fornecidas por Novis, com a quebra de sigilos telefônicos, datas das entregas da propina e respectivas localizações à época indicadas pelas antenas de celular dos investigados, permitiu identificar "21 eventos de entregas de valores em espécie, no ano de 2014, que totalizam R$ 10,4 milhões, feitas a mando e por coordenação da Odebrecht em favor de Marconi Perillo."

Ainda de acordo com o MPF, após ouvir delatores da Odebrecht, os investigadores descobriram que os repasses de cerca de R$ 10 milhões destinados ao tucano foram realizados por Novis, identificado nas planilhas do departamento de propina da empreiteira como "Paulistinha" ou "Carioquinha".

Notícias relacionadas