Política

Secretário revela censo de ambulantes na Avenida Sete para ‘requalificação ocupacional’

“Vamos reassentar esses ambulantes com novo padrão de uniformização e equipamento”, promete Cláudio Tinoco

[Secretário revela censo de ambulantes na Avenida Sete para ‘requalificação ocupacional’]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Rodrigo Daniel Silva/Gabriel Nascimento no dia 01 de Outubro de 2018 ⋅ 11:40

O secretário municipal de Cultura e Turismo, Cláudio Tinoco, afirmou, em entrevista à Rádio Metrópole, que, além da reforma urbana, a prefeitura quer fazer uma “requalificação ocupacional” na região da Avenida Sete.

“A gente vai requalificar esses espaços. A requalificação física está relacionada à ocupacional. Vamos fazer um censo de todos ambulantes formais e informais. Vamos reassentar esses ambulantes com novo padrão de uniformização e equipamento”, afirmou.

De acordo com ele, foi montado um “escritório social” na Rua Chile para ter “contato permanente” com os moradores, frequentadores e comerciantes da região. “Vamos ter interferências grandes no tráfego. Todo o cuidado para manter, na intervenção, acesso às lojas. Vai ser sempre de um lado para não interromper o transporte. A gente vai precisar se comunicar bem com a população e entender”, disse.

Tinoco ressaltou que parklets vão ser construído para se tornarem espaços de convivência e estacionamento. O titular da Secult disse que a reforma quer destacar “aspectos históricos” da Avenida Sete.

"É transformar isso em grande atrativo. Vai ser retirada toda a pavimentação e feita macrodrenagem, desde a Casa de Itália até a Castro Alves. Serão quatro fases. […] Vamos implantar valas técnicas para baixar toda fiação e uma das coisas mais significantes é o alargamento das calçadas, sobretudo, na margem esquerda. Temos que preservar duas faixas de veículos pelo menos e vamos implantar uma série de novos equipamentos de convivência e a repaginação de toda a pavimentação de pedra portuguesa”, pontuou.

Notícias relacionadas

[Mourão diz que MEC precisa de 'freio de arrumação']
Política

Mourão diz que MEC precisa de 'freio de arrumação'

Por Matheus Simoni no dia 22 de Março de 2019 ⋅ 12:40 em Política

Declaração foi feita após ele ser questionado se ele está “desconfortável” com os “desencontros” verificados na pasta, comandada pelo ministro Ricardo Vélez Rodríguez